Projeto Pastoral


 2017 – 2018

“Desde as origens, o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) tem-se caracterizado por um forte empenho na comunicação do Evangelho da Vida às gerações jovens, envolvendo nessa missão as comunidades educativas com as quais partilha o projecto educativo.”
(Para que tenham vida e vida em abundância, 1)

A Pastoral Juvenil FMA é a realização concreta da missão educativa que nos caracteriza. Ela é a expressão da atenção da Igreja para com o mundo juvenil e por isso insere-se na acção eclesial, enriquecendo-a com o dom do carisma salesiano de S João Bosco e de Santa Maria Domingas Mazzarello. 

É Pastoral porque queremos olhar para Cristo Bom Pastor  e  agir como Ele,  de modo que todos O coloquem como referência fundamental na construção da personalidade.

É Juvenil porque visa o crescimento integral das jovens gerações,  acompanhando-as na busca de sentido  para que “tenham vida em abundância”.

É Salesiana porque os nossos fundadores se inspiraram na mansidão e bondade de S Francisco de Sales. O Sistema Preventivo de S João Bosco é uma síntese entre educação e evangelização que orienta os jovens para serem “ bons cristãos e honestos cidadãos”.

A proposta de santidade, que deu frutos no passado,  continua a animar  cada ambiente educativo  marcado pela alegria e partilha no empenho quotidiano. Esta caminhada é alimentada pela Reconciliação e Eucaristia – sinais visíveis do Amor de Deus por nós;  pela confiança constante  na Mãe sempre vigilante – Nossa Senhora Auxiliadora; pela segurança de uma família – a Igreja, o grupo / Escola / ambiente salesiano; pela certeza de um futuro – a alegria de viver servindo os jovens particularmente os mais pobres.

Procurando criar, com a Família salesiana e a comunidade local, ambientes ricos de propostas educativas,  temos consciência de colaborar no desenvolvimento de uma visão positiva da vida, acolhendo e desenvolvendo todas as potencialidades juvenis de modo a que cada um assuma uma opção de serviço concreto na Igreja e na sociedade. Daí a importância que damos à dimensão do voluntariado e da pastoral vocacional  para, à luz do Espírito Santo, Senhor da nossa história, descobrir as razões da própria vida, definir opções e abrir-se ao compromisso. 

Em qualquer ambiente educativo: escola,  lar-jovem, catequese, centro juvenil ou na animação paroquial, as Filhas de Maria Auxiliadora, com toda a comunidade educativa local, vive na certeza de ser uma pequena pedra do “Monumento Vivo” que D. Bosco quis erguer como gratidão a Maria Auxiliadora. D. Bosco viu Nossa Senhora a passear nas nossas casas. Actualmente sentimos que Ela está igualmente presente e continua a ser Ela quem tudo faz em cada ambiente educativo e em cada coração.